O partido do Brasil

Notícias

“Governo precisa oferecer alguma perspectiva aos milhões de desempregados da Bahia”, diz Sandro Régis

O deputado estadual Sandro Régis, líder da bancada do Democratas na Assembleia Legislativa, criticou hoje “a falta de vontade do governo estadual, que até agora, neste início de 2020, não ofereceu sequer uma perspectiva aos milhões de desempregados na Bahia”. De acordo com o deputado, “o governo precisa sair da posição de conforto e encarar de frente esse flagelo social que é o desemprego”.

Indicativos de novembro do ano passado demonstram a ausência de uma política pública estadual destinada à resolução do problema do desemprego. A Bahia, segundo o deputado, é o estado que menos gera empregos no País, segundo o IBGE. “No final do ano passado, a taxa nacional foi de 11%, enquanto a Bahia apresentou 16,8% “.

Sandro Régis diz que “o governo estadual demonstra incapacidade de pensar o Estado. As políticas públicas precisam reativar setores produtivos. Nenhum novo empreendimento chegará aos municípios. O índice de desemprego demonstra que não é esta a prioridade do governador Rui Costa”, lamenta o deputado.

Ainda de acordo com o deputado, “a Ford, por exemplo, só veio para a Bahia porque um governo petista no Rio Grande do Sul a afugentou, e o nosso estado a acolheu. Do mesmo modo, no Oeste, a Bahia sempre deu atenção especial aos produtores que vieram do Sul do país para implantar o importante Polo de Grãos daquela região”.

“Contudo, o governo estadual, em anos de aliança com o governo federal petista, não conseguiu destravar as obras do Porto Sul e Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Estes empreendimentos, além dos empregos criados durante a construção, iriam promover o desenvolvimento de toda a Bahia, mas as gestões petistas, uma vez mais, demonstraram falta de vontade política para resolver os problemas”.

O deputado diz que “os gestores municipais estão enfrentando dificuldades para gerir suas contas. Sem atração de novos investimentos e fortalecimento dos empreendimentos já existentes, a população sofre. “Para se ampliar emprego e renda, com criação e formalização dos postos de trabalho, é preciso priorizar estratégias como a desconcentração espacial e a redução de grandes desníveis regionais”.

O líder do Democratas na ALBA ressalta ainda que estes apontamentos não são meras críticas infundadas, mas encontram lastro nos resultados ruins da política do governo Rui Costa. “É preciso assumir a responsabilidade de preparar e orientar o trabalhador baiano para o mercado de trabalho, o que terá de ser feito em forte articulação com o mundo do trabalho e considerando as suas profundas transformações”.

Sandro Régis destaca ainda o projeto que a Prefeitura de Salvador vem realizando e que já retirou a capita baiana da incômoda posição de ‘capital do desemprego’ que tinha no passado, sendo hoje a capital que mais gera emprego no Nordeste, com destaque para os setores da construção civil e de serviços. “E tudo isso se deve a iniciativas que geram empregos, como o programa Salvador 360″, conclui o parlamentar.