O partido do Brasil

Notícias

Leur diz que Brasil não precisa de extremismo de direita ou de esquerda, mas de política que gere resultados

Cumprindo o primeiro mandato na Câmara, em Brasília, o deputado federal Leur Lomanto Jr. (Democratas), destacou ontem (20/05), os atuais desafios no cenário nacional e as dificuldades na articulação política do Governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), durante entrevista ao Programa Política na Mesa, da TV Câmara Salvador. O deputado condenou a priorização do discurso, em torno das linhas ideológicas de esquerda e de direita e frisou a necessidade de todos se unirem em prol das reformas para que o país avance na geração de emprego e renda.

Segundo ele, para que os projetos importantes andem é preciso que o Governo se aproxime mais do Congresso Nacional. Para Leur Jr., a falta de habilidade política da gestão Bolsonaro contribuiu com o ambiente de dificuldades para as reformas.

“Houve uma falha na articulação do Governo Federal com o Congresso e obviamente isso foi machucando o Congresso. Não se trata de velha ou de nova política, de esquerda ou direita. O que importa é uma boa política para o Brasil e o que as pessoas querem é resultado. Querem uma saúde melhor, uma educação melhor, um país melhor para todos”, enfatizou.

Leur Jr. frisou que o Governo precisa criar um ambiente favorável para se aprovar as medidas que são fundamentais para retomada do crescimento do país.

“Claro que não é conduzir com barganha política, mas construir um bom relacionamento, através do diálogo. Acho justo que os deputados possam levar recursos para as suas bases. Não há nada antirrepublicano nisso. É preciso que o Governo sente com os deputados e veja, por exemplo, quais demandas existem para a Bahia. Há uma boa vontade do Parlamento, mas o presidente precisa conversar com o Congresso”, ressaltou.