O partido do Brasil

Notícias

Pedro Tavares reivindica implantação de Hemocentro em Ilhéus

Demonstrando preocupação com a falta de suporte aos moradores de Ilhéus e região, na doação e atendimento ambulatorial das doenças relacionadas com o sangue, o deputado estadual Pedro Tavares (Democratas), apresentou na Assembleia Legislativa da Bahia, a indicação ao Governo do estado para que determine a criação de um Hemocentro, no município de Ilhéus.

O parlamentar justificou a necessidade de assistência e de uma estrutura adequada para a doação de sangue e cadastro de medula óssea, no município e mais 80 cidades que compõem a região. Tavares lembra que já houve muitos casos em que familiares, parentes e amigos de pacientes precisaram fazer uma mobilização forte nas mídias a fim de conseguir doadores, mas a falta de suporte para a coleta, muitas vezes acabou dificultando as possíveis doações.

Em Ilhéus, uma ong tem realizado o trabalho de conscientização e captação para cadastro de doadores, mas há uma lacuna na operacionalização, já que o Hospital da Costa do Cacau não possui o hemocentro e o Hospital Regional Luiz Viana, onde houve a promessa de instalação permanece desativado. Vale lembrar que cirurgias de alta complexidade não são realizadas no município por falta de um hemocentro. Tavares também se sensibilizou recentemente com a situação de uma criança ilheense que precisava da doação de medula óssea, mas era necessário um cadastro prévio em um Hemocentro, o que não existia na região.

“Na saúde, em toda Região Sul do nosso Estado, não existe um hemocentro que atenda aos cidadãos, o que acaba, muitas vezes, tornando complexo o acesso à saúde. Apesar de existir uma grande comoção e solidariedade das pessoas para a doação de medula óssea, é certo que a inexistência de um local apropriado acaba dificultando esta ação, visto que todos tem seus compromissos diários e muitas vezes não podem se deslocar para lugares distantes para fazerem a doação”, afirmou.

Tavares destacou que a implantação de um Hemocentro em Ilhéus, se mostra altamente relevante para atender situações de urgência, atendendo o desejo daquelas pessoas que querem fazer a doação.

Segundo ele, além de um trabalho de atividades para a conscientização e também a divulgação junto a mídia sobre a importância da adesão ao cadastro para viabilizar o transplante de medula óssea, que beneficia pacientes com leucemias, a cidade e a região precisam disponibilizar um Hemocentro para coleta.

A realização do transplante de medula óssea é a única esperança para muitas pessoas que são diagnosticadas com leucemia, doença que compromete a produção de sangue. Muitos pacientes não encontram o doador na família e dependem de um doador cadastrado no registro de doadores.