O partido do Brasil

Notícias

“Vou investir em esporte e lazer para que o jovem fique longe das drogas”, diz Zé Ronaldo

Em viagens pelo interior do estado, o candidato ao governo Zé Ronaldo (Democratas), da Coligação Coragem para Mudar a Bahia, tem verificado que a população baiana não tem tido acesso a direitos fundamentais, como moradia, educação, segurança e saúde. “Além de não ter emprego, o baiano também não tem direito ao lazer, que é fundamental para uma vida emocional equilibrada”, avalia o candidato. Segundo ele, por onde tem passado, as pessoas se queixam sobre a falta de investimento do atual governo em equipamentos de lazer.

“Em Salvador, como se não bastasse o escândalo que foi o superfaturamento da obra de reconstrução da Arena Fonte Nova, percebemos que vários sonhos foram desfeitos com a destruição do antigo Balbininho, onde podíamos assistir a jogos de vôlei, basquete, lutas de boxe”, recorda Zé Ronaldo. Em cidades do interior, sem apoio do estado, a Bahia pouco melhorou sua infraestrutura de lazer nos últimos 12 anos, principalmente nas periferias dos grandes centros urbanos. “ Os poucos espaços existentes vivem no descaso do poder público, mal cuidados e com pouca segurança. É o caso do Centro Histórico, que foi revitalizado no governo de Antonio Carlos Magalhães e hoje foi completamente abandonado durante o governo do PT”.

Em seu programa de governo, Zé Ronaldo assume o compromisso de recuperar os espaços culturais perdidos e apoiar os diversos segmentos e atores culturais, dando assim mais opções de lazer para a população. “Vamos retomar não só os trabalhos de recuperação do Centro Histórico de Salvador, valorizando todas as suas funções, inclusive a residencial, como também o Programa Biblioteca para Todos, fazendo com que a Bahia tenha Bibliotecas Públicas em todos os seus municípios.”, afirma Zé Ronaldo.

O candidato ainda garante construir Centros de Cultura nas cidades de porte médio do estado, que ainda não os tenham, e reformar e equipar todos os Centros Culturais estaduais do interior – Feira de Santana, Alagoinhas, Valença, Jequié, Vitória da Conquista, Guanambi, Porto Seguro e Juazeiro – criando efetivas condições para o seu funcionamento e a dinamização da cena cultural regional. Ainda na cena cultural, Zé Ronaldo pretende retomar o projeto de apoio e pesquisa da Capoeira no Forte de Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico de Salvador, chamado “Forte da Capoeira”; e retomar a reforma do Forte do Barbalho e o Projeto de Residência de Teatro e Dança, que foi chamado “Forte das Artes Cênicas”.

Zé Ronaldo diz acreditar que cabe ao Estado fomentar as atividades recreativas e desportivas para a população, principalmente junto às camadas populares. Para isso, se compromete a dar uma ênfase especial a ações que incentivem essas atividades, desenvolvendo iniciativas que ampliem a participação de grupos vulneráveis – menores, idosos, pessoas portadoras de deficiência – em atividades de esporte e lazer. “Vamos voltar a organizar campeonatos estudantis, intermunicipais e estaduais, em parceria com as diversas federações esportivas”, assegura.

“O esporte, sem dúvida, é um dos instrumentos mais importantes de inclusão social. Através do esporte e do entretenimento é possível manter as crianças, os adolescentes e os jovens na escola e longe das drogas. É preciso que a Bahia desenvolva, nos seus jovens e adolescentes, o gosto pelo esporte, estimulando as modalidades coletivas e individuais.”, afirma Zé Ronaldo.