O partido do Brasil

Notícias

Integração da segurança pública, bandeira relatada pelo Democratas, é sancionada; líder defende debate sobre controle de fronteiras

Rodrigo Garcia (SP), líder do Democratas na Câmara dos Deputados, afirmou nesta segunda-feira que a integração das ações das polícias, a padronização dos registros de ocorrência e o treinamento policial são essenciais para reduzir os alarmantes índices nacionais de violência.

“Este tripé está previsto no Sistema Único de Segurança Pública, o Susp, discutido e aprovado pela Câmara e que agora será sancionado. O combate à violência e a retomada econômica são temas centrais para os brasileiros e nós temos nos debruçado sobre eles”, disse, referindo-se à sanção da lei, prevista para a tarde de hoje.

O projeto que cria o Susp foi relatado pelo deputado Alberto Fraga (DF), que, em artigo publicado na imprensa nacional neste final de semana, fez um alerta: “Atualmente o sistema policial brasileiro funciona como uma Torre de Babel: ninguém se comunica com ninguém. As informações, tão necessárias para o funcionamento desses órgãos, não são compartilhadas”. “Resultado: criminosos ficam soltos por mera burocracia. Com a aprovação do Susp, isso não vai continuar acontecendo”, completou.

Ainda no que diz respeito à segurança pública, o líder do Democratas, deputado Rodrigo Garcia, defende o avanço das discussões em torno das medidas de controle de fronteiras “porta de entrada para o crime”, assunto debatido por parlamentares em parceria com o Supremo Tribunal Federal (STF).